sexta-feira, junho 23, 2006

Uma nota séria...

... E ao contrário do que é costume, mas comprensível depois de ler isto.

Uma federação pede desculpas por um jogador agitar uma bandeira de um país? Que moral tem uma coisa chamada Liga Árabe para criticar um jogador ganês por agitar uma bandeira de Israel a agradecer o apoio de adeptos do clube israelita onde ele joga, que estavam presentes no jogo do Gana?
A estupidez parece não ter limite. Depois da rábula dos cartoons parecia ter encontrado o seu expoente máximo, mas a capacidade de se superar continuamente é espantosa. E mais espantosa ainda é a posição subserviente em que todos se colocam, não vão ofender as barbas de Maomé e dar início a uma guerra santa.
Por aqui gostamos de (e lutámos por) coisas como liberdade de expressão e livre-arbítrio, preferimos pensar por nós mesmos do que ter uma Liga qualquer a falar por nós e dizer-nos o que pensar, dizer e fazer. Querem ficar amuados porque um ganês agitou uma bandeira de Israel? Que amuem. Chega de darmos tudo o que nos exigem, de pedirmos desculpas cada vez que amuam e de andarmos a fazer de babysitters, para depois desatarem à pedrada a embaixadas cada vez que não percebem uma piada. Não devemos nada a ninguém, e muito menos aceitamos lições de moral vindas de quem vêm. E temos que deixar de ter medo de o assumir.

3 Comments:

At junho 25, 2006 2:40 da manhã, Blogger Nunovsky said...

:|

 
At junho 26, 2006 10:49 da manhã, Blogger Akasha said...

Ofender as barbas de Maomé ou o santo petróleo de Maomé? Eu não sou economista, mas a "graxa" há de ter os seus motivos... Andamos todos aqui a pisar ovos e a pedir desculpas por coisas em que acreditamos, mas a bem de políticas internacionais... ou não?
É uma questão de perspectiva. O que uns vêem como subserviência, outros chamam diplomacia...

 
At agosto 05, 2006 11:07 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interested

 

Enviar um comentário

<< Home